• Vinicius Freitas

inglês é necessário pro intercâmbio?





Olá queridos leitores e viajantes da língua inglesa, estamos de volta com uma dica que por muitas vezes pode ser uma grande polêmica.


Pronto, decidi fazer intercâmbio para aprender inglês, posso ir ao país sem saber nada e aprender tudo lá?


Poder ir, você pode, assim como você pode pular de cabeça no chão... Mas a pergunta real é, você deve ir sem saber nada? e a resposta é...... não!


Temos neste post aqui os países mais desejados e de melhor custo benefício aos brasileiros na hora de fazer o intercâmbio, mas a verdade é única para nós de países considerados de terceiro mundo: é MUITO difícil juntar toda aquela grana pra pagar o intercâmbio, não é?


Chega a ser tão difícil que a maioria dos brasileiros escolhem ir para países em que se pode trabalhar legalmente sendo um estudante para conseguir recuperar o dinheiro ou ao menos chegar perto de toda aquela grana que você investiu.


Sabemos ou pelo menos devemos ter a ideia, que a maioria das vezes os trabalhos que conseguimos no início são os chamados "subempregos". Aí cai a pergunta, é possível fazer toda a grana de volta? É, pelo menos em alguns casos como, Dublin na Irlanda ou Sidney na Austrália. Mas você sabia que existe grande diferença salarial até mesmo dentro dos subempregos?


Em Dublin por exemplo, um estudante pode trabalhar legalmente até 20 horas semanais e o salário mínimo por hora é de 10,10 Euros. Porém imagine um caso, de um kitchen porter (lavador de louças) e um waiter ( garçom), quem tem mais contato com o público? O waiter, então ele necessariamente precisa ter um bom nível de inglês para compreender os pedidos e solucionar alguns problemas do dia de trabalho.


Por conta disso, muitas vezes é comum que os salários das pessoas que tem mais contato com o público no dia de trabalho sejam melhores e portanto o inglês nesse caso, faz diferença!


Tirando o fator "fazer dinheiro", o inglês pode te trazer outro benefício importante pra você que é justamente conseguir aproveitar melhor o intercâmbio, pois afinal de contas, o foco do intercâmbio é o estudo e retornar para o Brasil com um nível de inglês básico/intermediário pode não ser tão interessante. O mesmo já não é valido pros níveis fluente ou proficiente, não é verdade? Pois o tempo de adaptação e compreensão da língua, do seu dia e da própria cultura do país vai ser infinitamente menor pra quem já tem um certo domínio do idioma.


Resumo da ópera, se você deseja fazer intercâmbio para qualquer país de língua inglesa, nós recomendamos que você vá com um nível intermediário ou de preferencia avançado, para que assim você possa realmente ter uma imersão no país desejado.


Se você gostou da dica, fica ligado que aqui no blog tem sempre alguma dica ou assunto novo pra você aprender mais.

  • Instagram - Mind Up english school
  • Facebook - Mind Up english school
2017 Mind Up English School - todos os direitos reservados
Av. Itamarati,835 - Vila Curuça, Santo André, SP
(11)4975-5383